Qual a diferença entre perfil de alumínio galvanizado e anodizado?

Quem não tem muito conhecimento técnico sobre o assunto acaba buscando por perfil de alumínio galvanizado, pois imagina que, assim como o ferro ou aço, o tratamento desse metal também tenha esse nome. Mas a verdade é que os perfis em alumínio são, via de regra, anodizados. Entenda essa diferença lendo esse artigo.

O que é galvanização?

Também chamada de galvanoplastia ou eletrodeposição, a galvanização é definida como o ato de recobrir uma superfície de metal com uma camada fina de outro metal. Esse procedimento é geralmente utilizado para proteger peças metálicas contra a oxidação (ferrugem) e para melhorar a sua aparência.

A galvanização é um processo que permite revestir especialmente ferro e aço com zinco metálico. O ferro ou aço galvanizado consistem no metal que receberam uma camada superficial de zinco por eletrólise. Dessa forma, esse material serve para impedir que o metal entre em contato com a água ou com o ar.

O que é anodização?

A anodização também é uma forma de proteger certos metais contra a corrosão. Consiste na formação de uma camada protetora superficial de um óxido, porém, do próprio metal. Esse processo utiliza corrente elétrica contínua no metal a ser anodizado, que fica em um banho eletrolítico.

A operação de anodização das ligas metálicas varia muito em função da sua composição, por exemplo, ligas de alumínio para fundição têm bastante silício, que confere fluidez para o bom preenchimento dos moldes, mas deixa a peça quase impossível de anodizar.

Quando é utilizada a galvanização e a anodização?

Tanto a galvanização quanto a anodização são processos são aceitáveis pelo alumínio, porém cada qual com suas atrofias. A escolha depende muito da função da peça, se é decorativa ou apenas para proteção da mesma. A composição química da peça tem uma influência muito grande para o sucesso de ambos os processos.

Qual tipo de tratamento é usado nos perfis de alumínio?

Como já citado, a galvanização é mais utilizada em aço e ferro pelas características particulares desses metais. No caso do alumínio, a galvanoplastia é mais amplamente usada apenas em ligas de AlSi como SAE 305 ou 323, que tem uma aceitação melhor, mas uma durabilidade menor.

Já para os perfis de alumínio extrudados que são peças com acabamento mais requintado e resistência à corrosão a anodização é mais usada devido sua fixação ser de melhor qualidade. Ela é estável do ponto de vista químico, não se decompõe, não é tóxica e ainda é resistente à temperatura.

O processo de anodização está intimamente ligado à quantidade de alumínio na composição da liga no perfil extrudado. Assim, quanto mais pura for a liga, melhor o processo será. Não são indicadas ligas com cobre ou zinco na composição, como dos grupos 2000 e 7000, respectivamente.

Atualmente, a enorme maioria dos perfis de alumínio são anodizados e podem receber colorações naturais, brilhantes, foscas ou variadas como preto, bronze, champagne, dourado, entre outras. Quer saber mais sobre o assunto? Fale agora com nossa equipe!

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *